Blog
Acompanhe o lançamento de novas APIs, novos showcases e parcerias.

Por que o Open Banking vai mudar o mercado financeiro?

Além de melhorar a experiência dos clientes, o Open Banking é uma forma de ampliar as possibilidades de receita digital para os bancos que querem pensar diferente sobre o real papel de um banco atual.

O avanço da tecnologia tem proporcionado verdadeiras revoluções em diversos segmentos do mercado. Com os serviços financeiros não é diferente.

A tecnologia mudou completamente a forma como as pessoas lidam com seu dinheiro, seu planejamento financeiro, investimentos e realizam suas transações. Parte desse revolução é atribuída ao que conhecemos como Open Banking.

Open Banking é a possibilidade de criação de novos negócios e ecossistemas digitais disponibilizados por instituições bancárias. Ele usa as APIs, um elemento chave da transformação digital, para disponibilizar dados do banco ao mercado, permitindo que desenvolvedores e empresas de tecnologiacriem diversas novas experiências, aplicativos e serviços que inovam a interação entre o banco e o cliente.

A invençãodo Open Banking é atribuída à PayPal, em 2004, com o lançamento do PayPal API. E o Banco Original foi um dos primeiros bancos a abrir APIs, sigla em inglês para Interface de Programação para Aplicativos, que são padrões de programação para acesso a um aplicativo ou software, no mundo. Seu case de Open Banking foi reconhecido pela Celent, empresa global de pesquisa e consultoria para o setor financeiro, com o prêmio “Model Bank of The Year 2017”, na categoria Consumer Digital Platform, em cerimônia realizada em Boston (EUA).

Além de melhorar a experiência dos clientes, o Open Banking é uma forma de ampliar as possibilidades de receita digital para os bancos que querem pensar diferente sobre o real papel de um banco atual. Tanto o Open Banking como as Fintechs vão continuar criando novas relações com os clientes e gerando mais oportunidades. As Fintechs são empresas do setor financeiro que utilizam as tecnologias modernas para a criação de produtos inovadores.

De acordo com um estudo realizado pela Accenture, o investimento global na área de tecnologia financeira aumentou 67% somente no primeiro trimestre de 2016, atingindo a casa de US$ 5,3 bilhões. Em regiões como Europa e Ásia-Pacífico, o investimento em Fintechs chegou a dobrar no mesmo período.

Algumas estimativas de mercado apontam que em 2016 já existiam mais de 150 fintechs brasileiras, 50% delas com planos de negócio já em atividade.

Mas ainda existem algumas barreiras a serem superadas. Segurança e regulamentação bancária continuam sendo os grandes desafios quando falamos em abrir mais os dados. CIOs, como são chamados os diretores de tecnologia, estão adaptando governança, mudando processos e estruturas   organizacionais para atender a esses desafios. De acordocom a Pesquisa de Riscos à Segurança de Instituições Financeiras realizada pela Kaspersky Lab e a B2B International, o investimento em segurança é prioridade para os bancos e instituições financeiras. Para se ter uma ideia, 64% dos bancos admitem que investirão para melhorar sua segurança de TI em 2017. Entretanto, o maior desafio é ainda a cultura bancária, pois as inovações bancárias estão disponíveis para aperfeiçoar a segurança dos dados, e não o contrário.

Enfim, além de todos os ganhos já conhecidos com a adoção do Open Banking, ser referência de tecnologia e inovação é sempre uma posição muito privilegiada para qualquer marca.

Time Original Developers.

Permalink: https://developers.original.com.br/blog/open-banking-mudanca-no-mercado-financeiro